Olá pessoal, depois de muitos dias sem postar nada - muitas coisas da escola acumuladas fora o Enem - estou de volta, e com tudo! Este mês e nos próximos trarei muitas resenhas para vocês, claro a cada livro terminado.

Hoje trouxe a resenha de Por Lugares Incríveis da autora Jennifer Niven,  leitura do mês de outubro, e o que posso dizer? Adorei em todos os sentidos da palavra, é um livro que ficará guardado no meu coração por muitos anos, tenho certeza.




meu exemplar 💕



O livro conta a história de dois jovens prestes a cometer suicídio, mas que por acaso ou mesmo destino, encontram um no outro a vontade de viver. Primeiramente temos Theodore Finch um garoto que vive intensamente procurando diversas maneiras de cometer suicídio. Finch é um garoto perturbado, além de sofrer bullying no colégio não tem lá a melhor relação com seu pai. Já Violet Markey é uma jovem que não consegue superar o trágico acidente que matou sua irmã Eleanor, Violet  sente-se constantemente culpada por ter sobrevivido e ela não. 

Como disse anteriormente Finch vive pesquisando diversas maneiras de cometer suicídio, decide tentar uma delas no alto da torre do sino da escola, onde por coincidência - ou não - encontra-se com Violet. A garota, quando percebe o que está prestes a fazer fica apavorada, Finch a ajuda sair dali enquanto a tranquiliza. Os dois formam uma dupla em um trabalho de geografia, onde eles precisam conhecer lugares incríveis do estado onde moram. A cada passeio tornam-se mais próximos e passam a conhecer melhor um ao outro. Violet encontra em Finch uma alegria que a muito tempo não sentia. Finch sente-se muito bem com Violet, consegue ser ele mesmo com Ultravioleta, Finch é Finch, não há nada de aberração.


"Você me faz adorável, e é tão adorável ser adorado por aquela que adoro..."

Porque eu gostei tanto desse livro, eu sinceramente ainda não sei bem, mas... sabe quando algo te toma assim por completo? Te suga de uma maneira tão boa que nada parece ser tão interessante quanto passar seu tempo todinho ali? É assim que me sinto em relação a Por Lugares Incríves, Jennifer nos mostra um pouco como funciona a cabeça de pessoas como Finch e Violet, pessoas que sofrem tanto por dentro e que ás vezes não damos a miníma, que ás vezes machucamos de maneira covarde. Falando especificamente do Finch, coisas que para nós não nos afetam muito, para ele são horríveis, uma coisa que possa parecer pequena para gente, se torna o estopim de algo muito ruim a ele. Então para mim além de ser uma obra incrível, muito bem escrita, com humor e inteligência, é uma história de amor e dor, que nos mostra o quanto a vida é frágil e maravilhosa. Posso dizer claramente que sou apaixonada por Theodore Finch e Violet Markey e que esta história ficará para sempre em meu coração, como uma lembrança de infância, uma lembrança daquelas que você conta várias e várias vezes.



"Lembro de seu sorriso e sua risada quando eu estava no meu melhor, e de ela me olhar como se eu não pudesse fazer nada de errado e fosse completo. Lembro de ela me olhar desse jeito mesmo quando não estava no meu melhor."





Até a próxima :)




Hello guys! Aqui é a Steph e hoje eu trouxe a resenha do primeiro livro de uma trilogia pela qual eu sou apaixonada! A Passagem do autor Justin Cronin.




Esta é a segunda edição da capa do livro


Eu li A Passagem pela primeira vez faz mais ou menos uns 2 anos e meio, infelizmente são poucas as pessoas que conheço que já leram essa obra maravilhosa - são três pessoas - eu realmente não entendo, afinal é um livro repleto e completo de tudo o que você espera em um típico ficção científica, pode ser que algumas pessoas tenham um certo medo ou receio por ele ser bem grandinho (são 815 páginas). Enfim, como a sinopse do livro já esclarece bem do que se trata, não explicarei com minhas palavras o assunto do livro. 

Sinopse:  Primeiro, o imprevisível: a quebra de segurança em uma instalação secreta do governo norte-americano põe à solta um grupo de condenados à morte usados em um experimento militar. Infectados com um vírus modificado em laboratório que lhes dá incrível força, extraordinária capacidade de regeneração e hipersensibilidade à luz, tiveram os últimos traços de humanidade substituídos por um comportamento animalesco e uma insaciável sede de sangue. Depois, o inimaginável: ao escurecer, o caos e a carnificina se instalam, e o nascer do dia seguinte revela um país – talvez um planeta – que nunca mais será o mesmo. A cada noite, a população humana se reduz e cresce o número de pessoas contaminadas pelo vírus assustador. Tudo o que resta aos poucos sobreviventes é uma longa luta em uma paisagem marcada pelo medo da escuridão, da morte e de algo ainda pior. Enquanto a humanidade se torna presa do predador criado por ela mesma, o agente Brad Wolgast, do FBI, tenta proteger Amy, uma órfã de 6 anos e a única criança usada no malfadado experimento que deu início ao apocalipse. Mas, para Amy, esse é apenas o começo de uma longa jornada – através de décadas e milhares de quilômetros – até o lugar e o tempo em que deverá pôr fim ao que jamais deveria ter começado.
'A Passagem' é um suspense implacável, uma alegoria da luta humana diante de uma catástrofe sem precedentes. Da destruição da sociedade que conhecemos aos esforços de reconstruí-la na nova ordem que se instaura, do confronto entre o bem e o mal ao questionamento interno de cada personagem, pessoas comuns são levadas a feitos extraordinários, enfrentando seus maiores medos em um mundo que recende a morte.

Confesso que tive de ler duas vezes para conseguir entender completamente toda a história. Cronin escreve de uma maneira que se torna quase impossível largar o livro, é uma leitura viciante, instigante, que te faz sentir mais e mais fome do livro.  Seu modo de escrever é único, Justin não regula nos detalhes, ele te faz querer estar no lugar em que ele descreve. Claro que nem tudo são flores, um dos pontos negativos, é que o autor praticamente joga na gente muitos personagens diferentes o que nos deixa um tanto perdidos, é preciso ler com total atenção, porque se não você com certeza vai ficar confuso e literalmente naufragado na história.

Como disse no início A Passagem é uma trilogia, o segundo livro tem como título Os Doze, já o terceiro e último livro ainda não fui publicado, até porque somente a poucos dias atrás o autor concluiu o desfecho da trilogia. Eu estou muuuito ansiosa por A Cidade dos Espelhos, esperei por anos essa preciosidade. Eu realmente espero que esta resenha os tenha feito ter interesse na trilogia, se você gosta de um boa história de ficção científica e suspense com certeza irá gostar ou mesmo se interessar. Se você ainda ficar na dúvida se deve ou não ler, vou deixá-lo(a) com o comentário do mestre do terror:


"Esta é a história de vampiros que você não pode perder: 15 páginas são suficientes para cativá-lo; depois de 30, você se descobrirá prisioneiro, lendo noite adentro. Um livro com a força dos épicos.” – Stephen King.


Bom é isso pessoal, espero que tenham gostado, qualquer coisa não deixem de comentar :)






Até a próxima :)




OLÁ amigos e amigas!  

Hoje eu vou comentar um pouquinho - ok talvez um pouco mais que um pouquinho - sobre The Strain, uma série que acompanho a pouco tempo e já me viciei. Não sei se já comentei com vocês mas eu adoro tudo o que é relacionado ao universo dos vampiros.




The Strain é uma série produzida pela FX, baseada na trilogia  de Guillermo Del Toro e Chuck Hogan, teve sua estréia em 2014 no dia 13 de julho. 

Tudo se inicia quando um avião aterra no Aeroporto Internacional de  John F. Kennedy com suas luzes apagadas e portas fechadas. Tratando-se de uma situação fora do normal o epidemiologista Dr. Ephraim Goodweather e sua equipe são enviados para investigar o acontecimento. A bordo encontram-se 206 corpos e somente 4 sobreviventes. Tudo piora quando todos os corpos - todos mesmo - desaparecem do necrotério. Dr Ephraim e seus colegas lutam para proteger não só seus entes queridos como também toda a cidade de uma ameaça antiga.

Porque eu gostei tanto dessa série?

Primeiramente o enredo me conquistou bastante,  descobrir-se lutando contra algo que sequer tem-se conhecimento em curto espaço de tempo sem saber ao certo que "armas" utilizar? 

Segundo, adorei o jeito em que a série abrange diversos tipos de personalidades, quer dizer conhecemos vários personagens ao longo dos capítulos, tem o alcoólatra, a hacker, o exterminador de ratos, o velho colecionador de prata (e de muitas informações) e muitos outros personagens com características específicas, características essas que determinaram o modo com que lidaram com essa crise que ameaça a raça humana.

Terceiro e não menos importante, os vampiros! Eu amei a forma em que os vampiros foram retratados, sem todo aquele estereotipo de extrema beleza ( Calma! Só pra deixar claro eu amo The Vampire Diaries e The Originals) eles são feios, muito feios, e se você não gosta de filmes/séries de terror vai ficar com medo sim! Gente aquela língua enorme e nojenta, e aqueles vermes/minhocas/yakisoba, whatever, entrando na pele das pessoas, é genial! As presas enormes e nem um pouco agradáveis de se olhar faz a gente dar mais valor aos nossos pescocinhos haha.




A série já tem duas temporadas, a segunda ainda está em andamento e ambas as temporadas contam com treze episódios cada; há mais uma coisa,  todos os domingos são exibidos novos episódios no FX. Última informação - agora é sério - Segundo o site minha série a FX renovou a série para sua terceira temporada! YES!!!




Enfim, só queria mesmo compartilhar essa minha nova companhia de sextas feiras, recomendo muito The Strain, e não se esqueçam, a série é baseada nos livros da Trilogia da Escuridão aproveitem e deem uma olhadinha na sinopse dos livros, é muito interessante, eu particularmente estou com muita vontade de ler. Bom é isso pessoal espero que tenham gostado e que virem fans assim como eu ;)




Até a próxima :)


OI OI OI , primeiramente me desculpem por ter demorado tanto para atualizar o blog, tive alguns imprevistos :/ 


Enfim, eu Steph trago a vocês hoje a resenha de O Pequeno Príncipe, acredito que já tenham ouvido falar desse clássico certo? Ou mesmo que já tenham lido. O terminei a alguns dias e já estou com vontade de ler novamente. 


O Pequeno Príncipe é uma obra de Antoine de Saint-Exupéry, como disse anteriormente um clássico, que já foi traduzido para mais de 200 línguas! 

O livro conta a história de um aviador que fica preso no deserto do Saara depois de uma pane em seu avião, lá ele encontra um garotinho de cabelos loiros e passa a conhece-lo melhor.

Com o passar dos capítulos conseguimos conhecer melhor o garotinho, ou melhor o pequeno príncipe, presenciamos a inocência com que ele vê o mundo dos adultos, e junto do aviador aprendemos com o garotinho de cabelos dourados princípios simples mas muitas vezes esquecidos.

Além de ser um livro com uma leitura muito gostosa e leve, é repleto de frases muito marcantes como essas:

"- Se alguém ama uma flor que é única no meio de milhões e milhões de estrelas, isso é suficiente para que ele se sinta feliz quando contempla essas estrelas..."
" O certo mesmo era eu ter percebido sua ternura por trás daqueles truques bobos. As flores são tão contraditórias! Mas eu era jovem demais para saber amá-la."
"No entanto, ele é o único adulto que não me parece ridículo, talvez porque ele se dedica a fazer uma coisa sem se preocupar apenas com seus próprios interesses." 
"Se você vier sempre, por exemplo, às quatro horas da tarde, desde ás três eu começarei a ser feliz." 
"Só conseguimos ver bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos."

Bom a muitas outras frases lindas, confesso que quando me indicavam este livro eu ficava com um pé atrás, pensava que era um daqueles livros bobinhos de criança e super me surpreendi e hoje me arrependo de não ter o lido anteriormente. Se você ainda não o leu, eu o recomendo muito, não irá se arrepender ;)



"Mas os olhos são cegos. É preciso procurar com o coração."


Até a próxima :) 



OI OI OI OI  tudo bem gente? Sabe que aqueles dias em que dá tudo errado? E nós precisamos urgentemente ouvir aquelas músicas bem chorosas? Então hoje trouxe pra vocês uma playlist bem fossa haha.



Small Bump - Ed Sheeran.


Wish You Were Here - Pink Floyd. 


Wish You Were Here - Avril Lavigne.



Thinking Of You - Katy Perry.

When I Look At You - Miley Cyrus.

Angie - The Rolling Stones.

Give Me Love - Ed Sheeran.

Skyscraper - Demi Lovato.

Not About Angels - BIrdy.

I'm Not The Only One - Sam Smith.

The Heart Wants What It Wants - Selena Gomes.

Don't Cry - Guns' N Roses.

All Of Me - John Legend.

Beautiful - Christina Aguilera.

Fucking Perfect - Pink.

Never Let Me Go - Florence and The Machine.

All About Us - He is We and Owl City.

Perfect - Simple Plan.

Photograph - Nickelback.

Photograph - Ed Sheeran.

Wake Me Up When September Ends - Greenday.

Na Sua Estante - Pitty.

Equalize - Pitty.

The A Team - Ed Sheeran.

Little Things - One Direction.

Complicated - Avril Lavigne.

Asleep - The Smiths.

Broken - Jake Bugg.

A Song About Love - Jake Bugg.

I Don't Wanna Miss A Thing - Aerosmith.

Afire Love - Ed Sheeran.

Amnesia - 5 Seconds Of Summer

Cigarette Daydreams - Cage The Elephant.

Cryin - Aerosmith.

A Drop In The Ocean - Ron Rope.

Who You Are - Jessie J.


Epitáfio - Titãs.
Helena - My Chemical Romance.
Iris - Goo Goo Dolls.
Just Give Me a Reason - Pink and Nate Ruess.

Mirrors - Justin Timberlake.

Kiss Me - Ed Sheeran.

More Than This - One Direction.

Os Anjos - Legião Urbana.

Pais e Filhos - Legião Urbana.

Palavras ao Vento - Cássia Eller.
People Help The People - Birdy.

Pra Você Guardei O Amor - Nando Reis.

Bohemian Rhapsody - Queen.

The Reason - Hoobastank.

Shelter - Birdy.

Skinny Love - Birdy.

Tenerife Sea - Ed Sheeran.

Thinking Out Loud - Ed Sheeran.

Because Of You - Kelly Clarkson.


I Was Made For Loving You - Tori Kelly and Ed Sheeran.

Use Somebody - Kings Of Lion.

Woman - Ozzy Osbourne.

Take Me To Church - Hozier.




Genteeee juro que tentei não deixar a lista tão comprida, maaas. Ouçam todas elas, são maravilhosas. Espero que gostem deu um trabalhão haha.





Obs: ainda faltaram algumas músicas :(




Até a próxima :)